Total de visualizações de página

sábado, 21 de junho de 2014

VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ITUMBIARA INTERDITA BAR NA AV. JK

Apesar da clientela fiel, proprietário renegava as condições de higiene do local
A Vigilância Sanitária de Itumbiara interditou, nesta sexta-feira (20/6), um estabelecimento na Av. JK nº 503, no Bairro Alto da Boa Vista, que funcionava há mais de uma década de forma irregular, em péssimas condições de higiene e sem possuir alvará de vigilância sanitária.
O proprietário havia sido notificado, no dia 14/5/2014, a executar as adequações na estrutura física da edificação de seu comércio, principalmente na área de manipulação de alimentos (pia) e nos sanitários. Aguardou-se até a data de 20/6/2014, portanto mais de um mês; mas, nem assim, nada se modificou no cenário anteriormente encontrado.
Desta forma, o local foi interditado, e assim permanecerá, até que todas as exigências legais, tanto em relação à documentação do local, quanto às reformas nas áreas citadas, sejam apresentadas à fiscalização. Foram emitidos, além dos Termos de Notificação e de Intimação, dados anteriormente, também, um Auto de Infração, concomitante a um Auto de Interdição, sendo que estes dois últimos foram aplicados no momento da interdição.
 Diante da intransigência do proprietário em colaborar com a fiscalização, tratando de forma irônica a equipe de fiscais da Vigilância Sanitária de Itumbiara e fazendo, inclusive, ameaças veladas ao diretor do órgão, foi requerido o apoio da Polícia Militar que, de pronto, chegou ao local, arrefecendo os ânimos mais exaltados e tornando mais seguro o término de toda a operação.
Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara  

domingo, 1 de junho de 2014

SECRETARIA DE SAÚDE ADQUIRE INSTRUMENTOS DE ANÁLISES DE ÁGUA PARA VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ITUMBIARA

Hebert Andrade, Diretor de Vigilância Sanitária, verifica os instrumentos adquiridos pela Secretaria Municipal de Saúde  
O Secretário Municipal de Saúde, Dr. Wanderlei domingos da Costa Júnior, adquiriu, para a Vigilância Sanitária de Itumbiara, vários instrumentos para a execução de análises de parâmetros físico-químicos da água servida à população.
Os aparelhos são capazes de aferir o pH da água, através do  peagâmetro, onde a concentração hidrogeniônica é medida, dando a acidez, ou basicidade, da amostra de água; verificam a turbidez, com a utilização do turbidímetro, cujos valores estão relacionados à quantidade de partículas sólidas dispersas na água; analisam a concentração de cloro livre, através do fotocolorímetro multiparâmetro, cujo valor tem relação direta com a ausência de micro-organismos patogênicos na água servida à nossa população.
A Vigilância Sanitária de Itumbiara coleta, com rodízio, em todos os bairros da cidade, cerca de 40 amostras/mês da água que é entregue para consumo. Uma das etapas das análises ocorre aqui mesmo, com a utilização dos equipamentos descritos anteriormente. As outras análises, principalmente microbiológicas, são realizadas no LACEN-GO nas amostras que, colhidas em duplicata pela equipe de fiscalização da VISA em todos os quadrantes de Itumbiara, fornecem uma amostragem que permite que esses resultados tenham valores significativos, do ponto de vista estatístico, dentro da metodologia empregada.
Os resultados obtidos nas análises da água servida pela Saneago tem atestado que os processos de tratamento da água captada no Rio Santa Maria, executados na Estação de Tratamento de Água “João Rocha” e, também, a distribuição do produto, conferem a qualidade exigida pela Portaria 2.914 de 2011 do Ministério da Saúde, evitando que ocorram doenças de veiculação hídrica e contribuindo para a saúde da população.

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara