Total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de junho de 2013

INTERDIÇÃO DE COMUNIDADES TERAPÊUTICAS AINDA REPERCUTE NA IMPRENSA ESTADUAL

Hebert Andrade (Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara) conversa com internos de "clínica" interditada na BR-452
As interdições realizadas pela Vigilância Sanitária de Itumbiara em três “clínicas” para dependentes químicos em Itumbiara, além de outras duas interdições efetuadas pela Vigilância Sanitária de Goiatuba naquele município, ainda repercutem na imprensa estadual, demonstrando que o problema sobre a forma e a condução do tratamento deverá ser discutido por muito tempo com a sociedade e, principalmente com a comunidade científica das áreas da psiquiatria e da psicologia, buscando parâmetros que possam contribuir no processo de recuperação e reinserção social do indivíduo, de maneira autônoma, na sociedade.
Verifica-se que, naquelas instituições que tiveram suas atividades interrompidas por conta das irregularidades constatadas, ainda não se observou nenhum movimento que sinalizasse providências no sentido de se adequarem às exigências da Vigilância Sanitária de Itumbiara, ou de Goiatuba, permanecendo, portanto, fechadas e proibidas de funcionar.

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara



Nenhum comentário:

Postar um comentário