Total de visualizações de página

sexta-feira, 10 de maio de 2013

MAIS DUAS "CLÍNICAS" PARA RECUPERAÇÃO DE DEPENDENTES QUÍMICOS SÃO INTERDITADAS EM GOIATUBA

ALEXANDRE DE JESUS, CAIO LÚCIO SOARES COSTA E ÁLVARO SILVÉRIO OLIVEIRA JÚNIOR, PRESOS NA OPERAÇÃO DA POLÍCIA CIVIL E VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE GOIATUBA.
A interdição de mais duas “clínicas” para recuperação de dependentes químicos, ontem em Goiatuba, no sul de Goiás, reacende o debate sobre as condições em que estes estabelecimentos estariam funcionando e sua efetiva colaboração na recuperação dos usuários de drogas.
Os dois locais funcionavam sem alvará da vigilância sanitária e não contavam com responsável técnico no momento da interdição. As condições precárias de alojamento e a superlotação faziam com que, em uma delas, um único sanitário fosse utilizado por 59 pessoas. Além disso, e como se já não bastasse, foi encontrado farta munição e arma de fogo nas dependências de uma delas e, ainda, seringas para aplicação de injetáveis e um bloco de receituário específico para prescrição de medicamentos sujeito à controle especial, de uso e posse restrito ao profissional médico.
 Mais uma vez voltamos a observar a sociedade sendo enganada, e às vezes, deixando se enganar, por pessoas sem qualquer preparo científico que as possibilitem se colocar à frente deste tipo de atividade e atuar como responsáveis técnicos nestas instituições.
        A Polícia Civil do Estado de Goiás, juntamente com a Vigilância Sanitária de Goiatuba acabam, desta forma, dando fim à impunidade e à “picaretagem” de “terapeutas” com diplomas forjados e comprados, sem qualquer registro no MEC, portanto, sem validade.
        Que a justiça seja implacável com estes indivíduos que se aproveitam dos dramas alheios para se locupletarem, aproveitando-se da fragilidade das famílias que buscam, no extremo de suas forças e economias, internar o seu amigo, parente ou familiar na tentativa de devolvê-lo, com autonomia, ao convívio em sociedade.




Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara


Nenhum comentário:

Postar um comentário