Total de visualizações de página

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

DENGUE TIPO 4 PREOCUPA, PRINCIPALMENTE QUEM JÁ TEVE OUTROS TIPOS DE DENGUE


Em vários estados brasileiros aumentam os casos da doença. O número de notificações de dengue em Itumbiara, nos primeiros 15 dias desse ano, já ultrapassa a casa de 300 casos notificados, colocando o município na condição de alto risco (mais de 300 casos por 100.000 habitantes), segundo a metodologia adotada pelo Ministério da Saúde.
A Organização Mundial da Saúde considera a dengue como a doença tropical que se espalha mais rapidamente pelo mundo e representa uma ameaça de uma pandemia. Hoje, 50 milhões de pessoas já estão infectadas em todos os continentes. A doença já foi identificada em mais de 125 países. E no Brasil, o que mais preocupa em 2013 é que o tipo 4 do vírus - que já chegou a ser erradicado - é o de maior incidência este ano em algumas cidades. Desde o início de janeiro, uma morte por dengue já foi confirmada em Cuiabá.
Equipes de Agentes de Controle de Endemias estão fazendo ações de bloqueio, mas o acúmulo de lixo nos quintais e a presença de objetos que acumulam água, aliado às chuvas deste mês, tem deixado Itumbiara e outras cidades de Goiás sob a ameaça do mosquito.
De acordo com o professor de Infectologia da UFRJ, Edmilson Migowski, a diferença do vírus tipo 4 é que ele circula em quem já foi infectado pelos outros tipos, “Então pode ser a segunda, terceira ou quarta vez que e a pessoa é infectada. E quanto maior o número de vezes, maior tende a ser a gravidade”, completa. Segundo Migowski “o controle da dengue se faz principalmente através de uma boa educação da população, saneamento básico e coleta regular de lixo, caso contrário, a população fica refém do mosquito, já que ele é urbano, vive perto das nossas casas e faz dos nossos quintais uma maternidade e de nossos tornozelos um restaurante”.
Fonte: Globo News

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara

Nenhum comentário:

Postar um comentário