Total de visualizações de página

domingo, 23 de dezembro de 2012

LIXO ELETRÔNICO INTERDITA CALÇADA, EXPÕE MORADORES A RISCO DE ACIDENTES E FAVORECE O APARECIMENTO DE FOCOS DE MOSQUITO TRANSMISSOR DA DENGUE NO BAIRRO NOSSA SENHORA DA SAÚDE EM ITUMBIARA.

A observação de comportamentos inadequados, por parte de algumas pessoas e empresas (principalmente borracharias) em nossa cidade, no tocante à disposição correta de lixo e entulhos, tem evidenciado a falta de educação e civilidade que, combinadas, vem colocando em risco a saúde da população.
           Nesta época do ano, em que o acúmulo de água, em qualquer material, facilita a proliferação do mosquito da dengue (Aedes aegypti) e dificulta sobremaneira o trabalho dos Agentes de Endemias, seria desejável que absurdos como este, mostrado na foto acima, na Av. São Paulo, no bairro N. Sra. da Saúde, não fossem presenciados em nossa cidade.
           A Superintendência de Endemias está agindo em conjunto com a Vigilância Sanitária de Itumbiara, utilizando-se para isso da Lei Sanitária de Itumbiara (Lei 2.833/2003), autuando todos aqueles, cujas atividades ou práticas inadequadas, possam propiciar ou contribuir para a propagação de doenças em nosso município.
 
Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara


Um comentário:

  1. O problema existe e todos nós sabemos qual é, mas o que fazer com o lixo eletrônico? Eu mesmo tenho alguns aqui em casa, e não sei o que fazer com eles, já procurei algum lugar para descartar, fazer reciclagem, mas não existe. Não adiante ter consciência ambiental, se não existem locais adequados para a reciclagem do lixo,enquanto isso vai ficando acumulado dentro de casa.

    ResponderExcluir