Total de visualizações de página

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

VIGILÂNCIA SANITÁRIA MONITORA A QUALIDADE DA ÁGUA UTILIZADA EM CLÍNICA DE HEMODIÁLISE DE ITUMBIARA

Simone Coser (Fiscal de Vigilância Sanitária) realiza coleta de amostra em um dos pontos do sistema de purificação de água
Hebert Andrade, Ana Maria Marcório (Enfermeira da Clínica de Hemodiálise), Simone Coser (Fiscal de Vig. Sanitária)
 
          A Clínica de Hemodiálise de Itumbiara, localizada ao lado do Hospital São Marcos, atende atualmente (em três turnos) cerca de 76 pacientes, em sua maioria de Itumbiara, mas também oriundos de outras cidades como Aloândia, Bom Jesus, Buriti Alegre, Cachoeira Dourada, Goiatuba, Inaciolândia, Joviânia e Morrinhos.
           A hemodiálise é um processo artificial que serve para retirar, por meio da filtração, todas as substâncias indesejáveis que vão se acumulando no sangue em decorrência da insuficiência renal crônica.
           O monitoramento da qualidade da água utilizada nos serviços de saúde onde pacientes com insuficiência renal crônica recebem tratamento, através da realização de hemodiálise, é considerado um dos parâmetros mais importantes para garantir a eficiência e a segurança deste procedimento. A água utilizada deve apresentar a qualidade recomendada pela legislação vigente e estar sob constante avaliação a fim de manter-se livre de contaminantes, permitindo que as sessões de hemodiálise transcorram sem riscos a saúde do paciente.
           Com a finalidade de verificar se a água utilizada no serviço de hemodiálise se encontra dentro dos padrões recomendados pela legislação preconizada a Vigilância Sanitária de Itumbiara recolhe amostras em vários pontos do sistema da unidade de hemodiálise do município e, posteriormente, as envia para as análises físico-químicas e microbiológicas no Laboratório de Saúde Pública Dr. Giovanni Cysneiros (LACEN-GO), permitindo identificar e quantificar a presença de substâncias e/ou micro-organismos que poderiam comprometer a qualidade da água utilizada no processo, colocando em risco a segurança dos pacientes.
           Cada paciente se submete a 3 sessões semanais de hemodiálise, com duração de cerca de 3 horas e meia cada uma, consumindo 120 litros de água por sessão, perfazendo um  total de 12 sessões por mês por paciente.  Levando-se em conta os 76 pacientes atualmente dependentes deste procedimento para sua sobrevivência, chegaremos a cifra considerável de 912 sessões de hemodiálise realizadas por mês, demandando um total de 109440 litros de água purificada pelos equipamentos utilizados pela clínica.  
           Estes números evidenciam a importância do monitoramento e do estrito controle da qualidade da água utilizada nesta unidade de saúde, corroborando, portanto, com a atenção especial que a Vigilância Sanitária de Itumbiara dispensa na realização deste trabalho, dentro de suas atribuições como órgão incumbido da tarefa de fiscalizar a prestação deste tipo de serviço de saúde em nossa cidade.
 
 
Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara


Nenhum comentário:

Postar um comentário