Total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ITUMBIARA INTERDITA DISTRIBUIDORA DE MEDICAMENTOS

Dr. Hebert Andrade, Dr. Ricardo T. Chueire, Dr. Fabiano G. de Paula e Dr. Alexandre Zakir 
Em um trabalho desenvolvido nos dias 12 e 13/9/2012, articulado entre a Vigilância Sanitária de Itumbiara, Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás, Polícia Civil do Estado de Goiás, Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo e a Corregedoria da Administração do Estado de São Paulo, representado pelo delegado da Polícia Civil do Estado de São Paulo e atual Coordenador do Departamento de Inteligência e Combate a Fraudes, Dr. Alexandre Zakir, foram encontradas diversas irregularidades, com indícios de crimes fiscais e contra a saúde pública, em distribuidoras de medicamentos de Itumbiara, algumas até reincidentes nestas práticas.
Esta constatação leva a crer que estas empresas possam estar envolvidas na receptação de medicamentos, principalmente aqueles utilizados no tratamento de diversos tipos de câncer, que foram extraviados e/ou roubados por organizações criminosas em outras unidades da federação e que, por conta de seu alto valor no mercado, depois seriam revendidas para unidades hospitalares que fazem tratamentos contra o câncer.
Na oportunidade foi verificado que, em algumas destas distribuidoras, havia a movimentação destes medicamentos, cujas notas fiscais de saída, não possuíam a respectiva nota de entrada destes produtos na empresa, ensejando, portanto, que, a sua aquisição, provavelmente não deva ter sido feita de maneira lícita. A não apresentação destas notas fiscais, irregularidades no armazenamento, medicamentos com embalagens avariadas e/ou informações raspadas, fez com que a Vigilância Sanitária de Itumbiara interditasse a empresa JC Bressaglia Distribuidora de Medicamentos, na Rua João da Cruz nº17, Bairro Santa Inez.
A constatação destas práticas configura uma conduta criminosa que atenta contra a legislação fiscal, sanitária e, principalmente, contra a vida, comprometendo totalmente o tratamento daqueles que se utilizariam destes medicamentos no combate à doença que, como todos sabem, por conta de seu avanço rápido e, às vezes, devastador, depende de um diagnóstico precoce e da medicação específica, adequadamente adquirida, armazenada e distribuída, para que se alcance o sucesso no seu tratamento.
Participaram desta operação Dr. Ricardo Torres Chueire, delegado da Polícia Civil do Estado de Goiás, Dr. Fabiano G. de Paula, delegado fiscal da Secretaria da Fazenda do Estado de Goiás, Dr. Alexandre Zakir, delegado da Polícia Civil do Estado de São Paulo e atual Coordenador do Departamento de Inteligência e Combate a Fraudes e Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho, diretor da Vigilância Sanitária de Itumbiara, além das equipes de fiscalização dos respectivos órgãos citados anteriormente e de Agentes da Polícia Civil do Estado de Goiás.

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara

Um comentário:

  1. Hum muito bom,vc estao rabalhando mesmo.Aqui a VISAM nao funciona,precisamos de pessoas assim como vc e de um bom administrador que deixe a fiscalizaçao trabalhar..bjsss

    ResponderExcluir