Total de visualizações de página

segunda-feira, 23 de julho de 2012

CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES - ANITA - 6º BATALHÃO BOMBEIRO DE ITUMBIARA - APREENSÃO E SALVAMENTO DE ANIMAIS EM ITUMBIARA

Os maus tratos e a crueldade impingida aos animais pelo ser humano é algo que deveria entristecer e envergonhar a todos aqueles que se colocam ou queiram se colocar dentro da espécie denominada Homo sapiens sapiens.
Entretanto, algumas pessoas se comportam de forma tão primitiva e repugnante que, nem mesmo os animais ditos irracionais assim o fariam, provocando a indignação de todos nós, pela forma com que se relacionam e interagem com os seres inferiores a nós na escala evolutiva.
Foi exatamente isto que se verificou no atendimento a uma denúncia de maus tratos a animais, feita primeiramente à ANITA (Associação Nina Toledo de Proteção aos Animais, ao Meio Ambiente e a Vida) e depois ao Centro de Controle de Zoonoses de Itumbiara que, trabalhando em conjunto, desde o meio-dia deste domingo (22 de Julho de 2012), secundados posteriormente com a chegada e ajuda do 6º Batalhão Bombeiro Militar de Itumbiara-GO, conseguiram evitar que uma égua prenhe viesse a tombar sem vida, de tão combalida, em decorrência da atitude e do comportamento irresponsável de seu proprietário que a abandonou, juntamente com mais dois outros animais, sem nenhum alimento ou água, em um terreno baldio nas imediações da Av. Jorge Carroceiro, próximo à rotatória que dá acesso ao viaduto da BR-153.
O Médico-Veterinário do Centro de Controle de Zoonoses de Itumbiara, Dr. Celso Borges de Almeida Jr., juntamente com o Patrulheiro Rodoviário Federal Agnaldo Marquez Vieira, presidente da ANITA, além de outros voluntários, tiveram de improvisar, devido às condições do local, com terreno alagadiço, dificultando a movimentação da equipe.
Contudo, prestado o atendimento à égua prenhe com a administração de 6 litros de soro fisiológico, 1 litro de Complexo Vitamínico com cálcio e glicose, conseguiram, finalmente, após 7 horas de trabalho ininterrupto,  fazer com o que o animal se recuperasse, colocando-o de pé, para que pudesse ser conduzido para o Centro de Controle de Zoonoses onde será dado prosseguimento ao tratamento e recuperação da saúde do animal.
A polícia foi chamada ao local e feito o boletim de ocorrência por maus tratos a animais. Além deste procedimento, outros serão tomados no âmbito da legislação sanitária do município de Itumbiara (Lei 2.833/2003) que define no Título VIII (DO CONTROLE DE ZOONOSES E CRIAÇÃO DE ANIMAIS) no Capítulo I (DAS DISPOSIÇÕES GERAIS), adotando o seguinte conceito no inciso XI do artigo 38 da Lei 2833/2003:
MAUS TRATOS: toda e qualquer ação voltada contra os animais que impliquem em crueldade, especialmente em ausência de alimentação mínima necessária, excesso de peso de carga, uso de animais feridos, submissão a experiências pseudocientíficas e o que mais dispõe o Decreto Federal nº 24.645 de 10 de julho de 1.934 (Lei de proteção aos animais);
Também no Capítulo IV (DA RESPONSABILIDADE DOS PROPRIETÁRIOS DE ANIMAIS) observa-se no Artigo 46 que:
É da responsabilidade do proprietário a manutenção dos animais em perfeitas condições de alojamento, alimentação, saúde e bem-estar, bem como as providências pertinentes à remoção dos dejetos.
O Decreto Lei Nº24.645, de Julho de 1934 diz no Art. 3º, inciso V, diz que
consideram-se maus tratos:
 V - Abandonar animal doente, ferido, extenuado ou mutilado, bem como deixar de ministrar-lhe tudo o que humanitariamente se lhe possa prover, inclusive assistência veterinária.
             Diante desta realidade cabe a nós enquanto agentes públicos e, principalmente, cidadãos ditos civilizados, coibir, por todos os meios legais, práticas e comportamentos como este que se verificou na presente oportunidade, evitando que animais que sempre serviram ao homem, como força de trabalho ou como companhia, possam ser cruelmente maltratados e abandonados à própria sorte por aqueles que deviam zelar e cuidar bem dos mesmos, retribuindo assim, no caso dos animais utilizados para tração, toda a ajuda, serventia e renda que propiciam  àqueles que os possuem para o trabalho do dia-a-dia.

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara

Dr. Celso Borges de Almeida Jr.
Coordenador do Centro de Controle de Zoonoses de Itumbiara

Nenhum comentário:

Postar um comentário