Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de maio de 2012

VIGILÂNCIA SANITÁRIA E INSPEÇÃO SANITÁRIA EM ABASTECIMENTO DE ÁGUA

As inspeções sanitárias permitem, com maior detalhamento, identificar os pontos críticos de sistemas e demais soluções de abastecimento de água e fatores de risco ou perigos que possam interferir negativamente na qualidade da água para consumo humano.
O conjunto das atividades inerentes à vigilância – cadastro dos sistemas e soluções de abastecimento de água, inspeções, monitoramento da qualidade da água em planos implementados pelos responsáveis pelo controle e vigilância – gera um volume de informações a serem sistematizadas e permanentemente analisadas sob a ótica da avaliação de riscos à saúde. Seguidas, necessariamente, da atuação junto aos responsáveis pelo abastecimento de água e da adequada informação à população, sob pena da inocuidade das atividades postas em prática.
Cabe salientar que apesar de o monitoramento da qualidade da água constituir atividade fundamental, isto em si não basta para a garantia da qualidade da água para consumo humano. Assim, as atividades de inspeção sanitária ganham importância como instrumentos de avaliação e gerenciamento de riscos, além de implementarem as boas práticas. Portanto, por boas práticas pode se entender um conjunto de procedimentos aplicados aos sistemas de abastecimento, desde sua concepção, planejamento ou projeto até, e, sobretudo, às rotinas operacionais, com vistas à minimização de riscos à saúde humana associados ao consumo de água.
Assim, o presente curso vem atender às expectativas e exigências criadas com a Portaria MS Nº518/04 (agora pela Portaria MS Nº2914/2011) e a implementação do Programa Nacional de Vigilância em Saúde Ambiental relacionada à qualidade da água para consumo humano .
Como os responsáveis pela vigilância da qualidade da água para consumo humano necessitarão capacitar-se para realizar as inspeções, o desenvolvimento do conteúdo procura, inicialmente, contextualizar as inspeções sanitárias sob a perspectiva da análise de risco. A seguir, é apresentada breve revisão sobre os fundamentos técnicos e conceituais necessários e indispensáveis à realização de inspeções sanitárias em sistemas e demais soluções de abastecimento de água, incluindo: a) aspectos conceituais sobre a qualidade da água para consumo humano; b) uma introdução conceitual sobre a metodologia de avaliação de risco; c) uma descrição das formas de abastecimento de água (sistemas de abastecimento, soluções alternativas providas e desprovidas de distribuição por rede, soluções individuais, ligações e instalações prediais); d) breve descrição e revisão sobre aspectos técnicos pertinentes às diversas unidades de produção e abastecimento de água (mananciais, captação, adução, tratamento, reservação e distribuição), acompanhadas de exemplos de identificação de boas práticas e/ou perigos associados. Clique aqui para fazer o download da publicação!

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara

Nenhum comentário:

Postar um comentário