Total de visualizações de página

terça-feira, 20 de setembro de 2011

VIGILÂNCIA SANITÁRIA : ALIADA OU INIMIGA DO SEU NEGÓCIO?

Empresas e profissionais do setor privado, ainda nos dias de hoje, costumam ver e falar de vigilância sanitária como sinônimo de entrave, penalidades, desarrazoabilidade, incongruência, autoritarismo... e assim por diante.
Entendemos que esta visão é de quem ainda não compreendeu a importância da vigilância sanitária para o bem do seu próprio negócio. Vigilância sanitária é, antes de mais nada, parceira, porque ajuda a empresa identificar falhas e corrigir erros, antes que um mal maior ocorra ao consumidor e, consequentemente, aos seus próprios negócios.
Já imaginaram se toda vez que ocorresse a identificação de um problema no sistema produtivo, a questão fosse parar diretamente nas mãos do Ministério Público ou do Judiciário? Quantas vezes sua empresa já parou para dimensionar o dano que causaria a sua marca, caso a questão não tivesse sido tratada entre os profissionais da fiscalização sanitária e empresa, mas sim em desgastantes debates processuais?
Sabemos, por exemplo, que a reputação do festejado sistema americano de controle e fiscalização de produtos e serviços alimentícios e de saúde se dá, em boa parte, em decorrência dos efeitos prodigiosos das valiosas indenizações obtidas pelos consumidores, em processos judiciais. As empresas, nos Estados Unidos, sabem que se falharem, entregando bens ou serviços defeituosos, os consumidores ingressarão com ações gigantescas visando indenização. Esse simples fato força a observação rigorosa das normas sanitárias vigentes, naquele país.
A realidade brasileira ainda é outra. E se podemos afirmar que o nosso sistema funciona dentro de certa razoabilidade jurídica, no que tange às ações de controle e fiscalização sanitária, boa parte está no fato da vigilância sanitária ser operante e trabalhar executando serviços educacionais, preventivos e repressivos.
Assim, já é tempo das empresas e profissionais do setor privado renovarem seus olhares para estratégias positivas em relação à vigilância sanitária, de maneira a contribuir com a constante melhora e evolução do setor.
Lembre-se, é a vigilância sanitária que ajuda a impedir, por exemplo, que produtos impróprios para utilização ou consumo e concorrentes clandestinos e desleais atrapalhem o seu negócio. 
(Fonte: Associação Brasileira dos Profissionais em Vigilância Sanitária)

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara