Total de visualizações de página

sábado, 14 de abril de 2012

BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO (RESOLUÇÃO-RDC ANVISA Nº 216/2004)

Serviços de Alimentação como lanchonetes, restaurantes, padarias, bares, cantinas, bufês, confeitarias, cozinhas industriais e cozinhas institucionais, devem seguir regras que irão auxiliar os manipuladores a prepararem, a armazenarem e a venderem os alimentos de forma adequada, higiênica e segura, com o objetivo de oferecer alimentos saudáveis aos consumidores.
O que são Boas Práticas?
São práticas de higiene que devem ser obedecidas pelos manipuladores desde a escolha e compra dos produtos a serem utilizados no preparo do alimento até a venda para o consumidor. O objetivo das Boas Práticas é evitar a ocorrência de doenças provocadas pelo consumo de alimentos contaminados.
As doenças provocadas pelo consumo de alimentos ocorrem quando micróbios prejudiciais à saúde, parasitas ou substâncias tóxicas são transmitidos ao homem por meio do alimento. Se não forem tomados alguns cuidados, os micróbios que contaminam o alimento podem se multiplicar rapidamente e causar doença. Os sintomas mais frequentes são diarréia, vômito, cólica, náusea e febre. Para adultos sadios, a maioria das doenças transmitidas por alimentos dura poucos dias e não deixa sequelas; para as crianças, as grávidas, os idosos e as pessoas doentes, as consequências podem ser mais graves, podendo inclusive levar à morte.
É sempre bom lembrar que medidas simples, como lavagem das mãos, conservação dos alimentos em temperaturas adequadas e o cozimento correto evitam ou controlam a contaminação dos alimentos. Essas medidas simples fazem parte das Boas Práticas. Saiba mais sobre as BOAS PRÁTICAS PARA SERVIÇOS DE ALIMENTAÇÃO. Clique aqui!

Dr. Hebert Andrade Ribeiro Filho
Diretor de Vigilância Sanitária de Itumbiara

Nenhum comentário:

Postar um comentário